Como o trabalho voluntário agrega valor ao seu currículo?

A AIESEC é uma organização formada por jovens que se preocupam em liderar um impacto positivo na sociedade em que vivemos, a partir da promoção da paz, igualdade, tolerância e bem-estar social. Somos a maior organização mundial gerida por jovens reconhecida pela ONU e estamos presentes em cerca de 120 países. Para gerar esse impacto, desenvolvemos nos jovens as habilidades e o potencial de liderança através do aprendizado proativo, experiências voluntárias e intercâmbios que são muito reconhecidas no mercado de trabalho.

O programa de Jovens Talentos é a oportunidade voluntária de desenvolver na prática competências para resolver problemas, aprimorar habilidades, desenvolvimento pessoal e profissional, bem como trabalhar em equipe e ser hábil em comunicar-se com os outros. Além disso, ser membro da AIESEC é a experiência única de conhecer novas culturas e fazer uma extensa rede de contatos com jovens que também desejam ser agentes de mudança no mundo.

Além da importância de ajudar o próximo e se desenvolver como ser humano, o trabalho voluntário desenvolve o lado profissional do intercambista que ganha cada vez mais relevância no currículo.  Em alguns casos o voluntariado é um grande diferencial no currículo e uma porta de entrada para o primeiro emprego.

 

Confira as 3 habilidades que você desenvolve em um trabalho voluntário:

#1 Ver o mundo e as pessoas com outros olhos: As próprias empresas estão mudando suas visões e procurando funcionários mais preocupados com as pessoas e com o meio ambiente.  O profissional que já realizou intercâmbio passa a ver as pessoas com outros olhos, o que é muito bom principalmente em organizações maiores onde todos tendem a se voltar para si mesmas.  Ao enxergar o outro, o intercambista desenvolve a reciprocidade.

 

#2 Gerar espírito de liderança e aprender a trabalhar em equipe:  Viajar para um país desconhecido e conhecer pessoas novas desenvolve no intercambista o espírito de liderança, pois ele passa a ser responsável por um projeto, uma ação ou uma turma, isso acaba exigindo responsabilidade do estudante e comprometimento.  Além disso, dar aulas para crianças, elaborar projetos e palestras fará com que o intercambista lide com pessoas do mundo todo, com pensamentos e hábitos diferentes eles terão que se adequar  a isso para que o resultado seja positivo.

#3 Alcançar metas com poucos recursos: Grande parte dos projetos sociais tem poucos recursos para se manter. Muitos deles vivem de doações,  e é necessário muito empenho do intercambista e força de vontade para fazer  as coisas acontecerem. Essa consciência ao agir em prol de terceiros, faz o voluntário perceber que o retorno pelo trabalho não precisa ser, necessariamente financeiro.

O trabalho voluntário é bom para o crescimento profissional, pessoal e para a comunidade. Ele dá sentido de cidadania e posiciona o estudante no mundo, além de reforçar a necessidade do ser humano em colaborar e ser produtivo com os outros.

 

 

Leia também:



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *