Por que fazer intercâmbio pra Polônia?

O intercâmbio social é uma experiência rica e intensa que traz diversos aprendizados e memórias, seja qual for o destino. Apesar da ocupação do intercambista com os projetos, é possível tirar um tempinho pra ser turista e conhecer melhor a cultura de cada local. Hoje viemos te contar um pouco sobre a vivência de intercâmbio na Polônia. Que tal explorar esse país europeu super cultural e de baixo custo de vida?

1- Turismo pela Europa

A Polônia é vizinha da Alemanha, que é vizinha da França que é vizinha da Itália. Apesar do país não fazer parte da zona do euro, é possível viajar facilmente entre os outros países da Europa no tempo livre, principalmente de trem.

2- Projetos

Nossos projetos sociais estão sempre relacionados a metas globais da ONU. São desenvolvidos trabalhos nas áreas de saúde e bem-estar, educação de qualidade, redução das desigualdades, crescimento econômico e outros. Aproveite para transformar realidades, inclusive a sua, a experiência de intercâmbio ajuda bastante na busca do autoconhecimento.

Leia mais: De olho na Polônia

3- A Polônia é fria, as pessoas não

Apesar de ser um país europeu e de clima frio, não espere que as pessoas sejam antipáticas. Elas são bem acolhedoras, claro que de um jeito diferente do nosso, mas ainda sim bem amigáveis. O importante é não generalizar, pessoas legais ou mal-humoradas sempre estarão em todos os lugares.

4- História, cultura e culinária

Castelos, minas, dunas e outros lugares super interessantes e cheios de história compõe os principais pontos turísticos da Polônia. Se você gosta de estudar sobre a Segunda Guerra Mundial irá se interessar por conhecer Auschwitz. Apesar da região carregar uma história bem trágica, vale a pena conhecer. O antigo campo de concentração é constantemente visitado e conta com um museu e memorial.

[ láaaagrimas 🙁 ]

Na capital Varsóvia existe o mercado central que foi parcialmente destruído na época da guerra e depois reconstruído.

Já na culinária, é bastante comum encontrar receitas com carne de vários tipos e temperos, massas e bolinhos. A batata é bastante comum na culinária polonesa e são servidas de todo jeito: fritas, com molho, purê, cozidas etc.

Leia mais: Compartilhe Polônia

5- Cerveja barata

Se você curte uma cervejinha vai ficar super feliz com o preço e a variedade da bebida na Polônia. Segundo a revista Veja, uma pesquisa do site de viagens GoEuro indica que Varsóvia é a cidade mais barata para se comprar cerveja no mundo. Além disso, até quente ou de canudinho eles consomem a bebida! Ela pode ser acompanhada de suco de framboesa ou de groselha e no inverno servida quente com mel, cravo-da-índia e canela.  Aprecie com moderação, hein?

Quer saber mais sobre a oportunidade de fazer intercâmbio na Polônia?

Clique AQUI.

 

Solidariedade: 5 ações simples para ajudar o próximo

Um dos principais valores que pregamos aqui na AIESEC é a transformação, propondo aos jovens desafios que promovam o desenvolvimento pessoal e que também contribuam para melhorias no mundo. A solidariedade é um exercício que se relaciona bastante com isso. Então, separamos  algumas dicas com maneiras simples de ajudar o próximo. Se interessou? Confira:

1) Doe

Esse ato ajuda muitas pessoas e quase não vai pedir do seu tempo e dinheiro. É possível fazer doações em várias categorias. Por exemplo, se você tem um cabelão enorme e tá afim de mudar o visual, que tal doar a cabeleira para uma instituição de câncer? Alguém por aí vai ficar bem feliz de arrasar com a “peruquinha” do seu cabelo, que aparentemente não ia servir pra nada depois do corte. Você pode doar também aquele tanto de roupa, sapato e até brinquedos que estão lá parados no seu armário ocupando um tanto de espaço. Sua mãe agradece! Outra opção de doação é a de sangue. Confira o protocolo e veja se você está apto a ser um doador.

2) Adote um animalzinho

Ajudar o próximo, pode significar contribuir para o bem-estar não só dos seres humanos, mas dos animais também. Está querendo um bichinho? Procure primeiro num abrigo!

São tantos os “catioros” e os “gatíneos” para adoção disponíveis por aí esperando pelo seu amor. Você pode estar salvando eles de maus tratos, fome, frio e outras coisas ruins. Tenha certeza que essa é uma boa ação pra você também.

3) Visite creches, hospitais ou asilos

Crianças em situação de pobreza, pessoas doentes e velhinhos em asilos costumam ser bastante carentes. Muitas vezes é uma felicidade pra eles receber pessoas diferentes para apoiá-los e dar carinho. Entre em contato com as instituições e saiba o que é possível fazer. Quem sabe não é legal reunir uns amigos e organizar uma atração bem legal para o pessoal que tá precisando?

4) Cuide do ambiente a sua volta

Essa dica é muito simples e dá pra colocar em prática em qualquer lugar. Basta ser cuidadoso e zelar pelo ambiente a sua volta para que ele esteja agradável para a próxima pessoa que frequentá-lo. Fez um piquenique no parque? Recolha o lixo. Foi ao shopping fazer um lanche? Recolha sua bandeja. São coisinhas simples mas que podem facilitar bastante a vida para algumas pessoas

5) Faça trabalhos voluntários

A maioria das pessoas não se disponibiliza para fazer trabalhos voluntários muitas vezes por causa da correria do dia a dia. Porém, tem uma solução para esse problema. Algumas instituições oferecem “vagas” para funções que podem ser realizadas num intervalo de tempo maior, tipo semanalmente ou mensalmente. Se organizando direitinho, rola de fazer, pense bem.

Na AIESEC damos a oportunidade de você exercer sua solidariedade através de trabalhos voluntários em outros países. Se interessa por fazer um intercâmbio nesse estilo? Clique AQUI e saiba mais.

Durval Rodrigues praticando solidariedade no Projeto Discover

Viva a experiência que o mundo precisa!

Você já conheceu o programa Cidadão Global aqui pelo blog. Um programa de intercâmbio que combina a experiência internacional ao trabalho voluntário te dando a chance de viver outra cultura intensamente. É mais do que desenvolver competências para o mercado: ser um Cidadão Global vai te tornar um agente transformador do mundo.

O programa oferece oportunidades em ONGs, escolas e projetos educacionais em destinos da América Latina (Colômbia, Bolívia), do Leste Europeu (Polônia, Hungria, Ucrânia, Turquia) e do BRIC (Rússia, Índia e China). Conheça melhor o programa neste post e confira aqui as histórias de quem já foi um Cidadão Global.

Acesse a nova plataforma de inscrições da AIESEC e se informe sobre as vagas na sua região. Seja um cidadão Global e viva a experiência que o mundo precisa!