Líderes sociais brasileiros ligados à educação, meio ambiente e saúde disputam o 10º Prêmio Empreendedor Social

Treze líderes empreendedores, ligados a seis projetos, participarão da cerimônia da décima edição do Prêmio Empreendedor Social e da sexta do Prêmio Folha Empreendedor Social de Futuro, no dia 2/12 (terça-feira), às 19 horas, no Masp, na capital paulista. Pela primeira vez, a cerimônia contará com a presença do casal Hilde e Klaus Schwab, mentores do Fórum Econômico Mundial de Davos e da Fundação Schwab, realizadora do Prêmio Empreendedor Social no mundo inteiro. A entrega dos prêmios terá transmissão ao vivo pelo site da Folha de S.Paulo e pelo UOL, com acessibilidade para deficientes auditivos e visuais.

QUATRO LÍDERES CONCORREM AO PRÊMIO EMPREENDEDOR SOCIAL 2014

Cláudio Sassaki, 40, arquiteto, e Eduardo Bontempo, 30, administrador – fundadores da Geekie, empresa social de São Paulo (SP), que mantém uma plataforma de educação adaptativa capaz de personalizar e conferir autonomia ao aprendizado do aluno. Atualmente, os carros-chefes são o Geekie Games, simulados preparatórios para o Enem, e o Geekie Teste, que permite fazer o diagnóstico e a gestão da aprendizagem escolar. Conheça o site aqui.

Hercílio da Luz Filho, 52, médico – fundador e presidente da Fundação Pró-Rim, fundada em Joinvile (SC), a maior entidade filantrópica na área de nefrologia no Brasil. Atua também em Tocantins e realiza mais de 56 mil atendimentos ambulatoriais e 150 mil hemodiálises por ano, tendo atingido a marca de 1.200 transplantes renais. Conheça o site aqui.

Paulo Moutinho, 53, biólogo – cofundador do Ipam (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia), organização científica sem fins lucrativos com atuação na Amazônia Legal, que engaja cientistas e populações tradicionais na promoção do desenvolvimento sustentável por meio da pesquisa participativa. Com base em Belém (PA), já beneficiou mais de 100 mil pessoas. Conheça o site aqui.

NOVE JOVENS ESTÃO NA FINAL DO PRÊMIO FOLHA EMPREENDEDOR SOCIAL DE FUTURO 2014

André Cervi, 25, administrador, e os estudantes de administração Bruno Tatarem, 24, Daniel Assunção, 24, João Paulo Padula, 24, e Luís Henrique Madaleno, 25 – cofundadores (com exceção de João), do Atados, uma rede social criada na capital paulista, com a proposta de conectar pessoas que desejam se engajar como voluntários em alguma causa e atuar pelo bem comum. Com o lema “juntando gente boa”, já conta com mais de 3 mil voluntários e 260 ONGs cadastrados. Conheça o site!

Lorrana Scarpioni, 24, advogada e relações-públicas – fundadora do Bliive, uma rede social baseada em Curitiba (PR), e que funciona num sistema colaborativo que utiliza o tempo como moeda de troca. Nela, o usuário oferece uma atividade, como dar uma hora de aula de inglês, e recebe um “time money”, que pode ser trocado por outra atividade. A plataforma possui mais de 15 mil usuários e está em mais de 55 países. Conheça o site!

Ronaldo Tenório, 28, publicitário, Carlos Wanderlan, 32, desenvolvedor, e Thadeu Luz, 31, arquiteto – cofundadores do Hand Talk, um aplicativo gratuito, desenvolvido em Maceió (AL), e que traduz o português oral e escrito para Libras (Língua Brasileira de Sinais). O aplicativo possui um avatar, Hugo, que possibilita a comunicação entre surdos mudos e ouvintes, servindo também como instrumento educativo de aprendizagem de Libras. Conheça o site!

“No décimo ano do prêmio, conseguimos selecionar empreendedores sociais de diferentes pontos do país, que se dedicam a enfrentar problemas relevantes como educação, saúde e inclusão, entre outros. Vale destacar também a presença dos criadores da fundação em nossa cerimônia”, afirma Sérgio Dávila, editor-executivo da Folha de S.Paulo.

Desde 2005, a Folha de S.Paulo mantém parceria exclusiva com a organização suíça para realizar o Empreendedor Social no Brasil. O concurso acontece no mundo todo e ganhou prestígio pelo elevado rigor de sua seleção. A proposta é valorizar líderes socioambientais que atuam há pelo menos três anos, de maneira inovadora, sustentável e com impacto positivo na sociedade e em políticas públicas.

Já o Empreendedor Social de Futuro, que é promovido exclusivamente pela Folha, obedece aos mesmos padrões de avaliação, mas reconhece e promove líderes sociais em atividade há menos tempo (no mínimo, um ano e, no máximo, três anos). Nessa fase inicial, os idealizadores precisam de mais visibilidade para atingir ou consolidar a sustentabilidade de suas iniciativas em prol do bem comum.

“A Fundação Schwab apoia uma rede cada vez maior de empreendedores sociais em todo o mundo — já são mais de 300 integrantes. Trabalhando para desenvolver a inovação social em toda a América Latina, e em particular no Brasil, temos orgulho de ser parceiros da Folha na identificação e apoio às principais organizações que atacam uma série de questões sociais e ambientais”, observa Kenneth Turner, gerente sênior de comunidades para América Latina e África da Fundação Schwab.

Voto popular e júri especializado

Os internautas podem votar na categoria “Escolha do Leitor”, até 30/11 (domingo) e, assim, selecionar sua iniciativa preferida. Nessa disputa, os seis projetos finalistas participam de igual para igual. Eles tiveram um minuto em vídeo para convencer os leitores; os vídeos estão disponíveis no site folha.com/empreendedorsocial. O vencedor ganhará um plano de comunicação.

Os prêmios principais são definidos por um júri especializado, que analisa os candidatos por inovação, sustentabilidade, impacto social, influência em políticas públicas, perfil, alcance/abrangência do projeto e efeito multiplicador. Os jurados recebem vasto material de reportagem preparado pela equipe da Folha de S.Paulo, que visita todos os finalistas, sabatinando não só os líderes como suas famílias, equipes, parceiros, patrocinadores e beneficiários.

Além de terem seus perfis pessoais e organizacionais publicados em caderno especial de circulação nacional na Folha de S.Paulo e no site da Folha, finalistas e vencedores receberão assessoria jurídica e bolsas para cursos, congressos, seminários e MBAs em instituições nacionais e internacionais.

O vencedor e os dois finalistas do Prêmio Empreendedor Social também serão apresentados, em janeiro de 2015, ao Conselho da Fundação Schwab para avaliação e potencial integração à sua rede de empreendedorismo social. Essa inclusão propicia convites para reuniões regionais do Fórum Econômico Mundial, possível indicação para que integrem e contribuam com os Conselhos da Agenda Global do Fórum e legitimação para que sejam selecionados como integrantes da delegação de Empreendedores Sociais da Fundação Schwab.

No Empreendedor de Futuro, os finalistas com menos de 40 anos e que atenderem aos critérios estabelecidos pela organização serão indicados para o Fórum dos Jovens Líderes Globais. Os que tiverem entre 20 e 30 anos serão indicados à comunidade Global Shapers, da organização de mesmo nome do Fórum Econômico Mundial.

Os 13 finalistas de ambas as premiações passam a integrar a Rede Folha de Empreendedores Socioambientais, um seleto grupo de líderes sociais altamente inovadores que interagem e trocam ideias, com apoio e divulgação da Folha de S.Paulo.

Patrocínio e apoio

O Empreendedor Social tem patrocínio da CNI (Confederação Nacional da Indústria), com parceria estratégica da Azul, IE Business School, UOL e Fundação Dom Cabral.

Os apoiadores institucionais são: ABCR (Associação Brasileira de Captadores de Recursos); Artemisia Negócios Sociais; Ashoka Empreendedores Sociais; Catraca Livre; Conaje (Confederação Nacional de Jovens Empresários); ESPM; FGVcenn (Centro de Empreendedorismo e Novos Negócios) da Fundação Getulio Vargas; Gife (Grupo de Institutos, Fundações e Empresas); GVces (Centro de Estudos em Sustentabilidade) da Fundação Getulio Vargas; G8; Impact HUB, Instituto Asas; Instituto Filantropia; IPÊ (Instituto de Pesquisas Ecológicas); Ink Inspira, Merege & Moussallem; Na Lata; Neurônio Sator; NESsT Brasil; ONG Brasil; P&B Comunicação, Planète D’entrepreneurs; ponteAponte Empreendedorismo Socioambiental; Repense Comunicação; Sitawi ‒ Finanças do Bem; e Szazi Bechara Storto Advogados.

São parceiros de divulgação: Aiesec; Agora São Paulo; Aspen Network of Development Entrepreneurs; Avina; Brasil Júnior; Envolverde; Endeavor; Ideia Sustentável; Make Sense; Semana Global do Empreendedorismo; e Sistema B.

Leia também:



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *