79-blog

Jovem conta suas experiências em seu intercâmbio na Argentina

  |  Postado por: AIESECo do Blog 10 de novembro de 2015

A viagem

Com a proximidade das férias da universidade, decidimos apresentar um projeto na Argentina que pode ser uma boa alternativa para a alta do dólar. Para isso convidamos o Laudir Jaeger, 22 anos, que contou um pouco sobre o projeto voluntário que ele desenvolveu lá em 2014 na cidade La Plata.

The Andes Way

“Fiquei trabalhando em uma ONG para desabrigados e moradores de ruas que disponibilizava dormitórios a estas pessoas. Todo dia a gente fazia uma janta simples ou uma sopa para eles. Durante o dia distribuíamos na cidade para outros desabrigados que não conseguiram uma vaga, ou por outros motivos não iam para o abrigo.

Meu trabalho a princípio era somente com mídias sociais, para falar mais sobre o trabalho da ONG, e também divulgar os Bazares que nós fazíamos para arrecadar fundos para pagar os custos da ONG.”

O que fez você decidir fazer o intercâmbio pela AIESEC?

“Na época eu queria muito viajar, estava em um trabalho que não gostava muito, meio cansado da mesmice e da rotina. Queria uma experiência que me tirasse da zona de conforto e me desafiasse, por isso aceitei esse desafio.”

O que você aprendeu no seu projeto?

“Acredito que desenvolvi a capacidade de me adaptar e estar pronto pra lidar com imprevistos. Passei por muitos perrengues que não sabia se iria conseguir superar esses problemas. No fim das contas já me sentia um cidadão Argentino.”

Quais são as diferenças que você sentiu depois da experiência de intercâmbio?

“Aprendi a reclamar menos das coisas depois de tudo que eu vi. Presenciei coisas bem difíceis, a vida no seu pior estado.”

Conta pra gente alguma situação inesperada que você precisou lidar durante seu intercâmbio.

“Teve um dia que minha líder disse que nós precisávamos entregar presentes em um orfanato. Quando chegamos lá, ela tirou uma fantasia do carro e disse pra eu usar. Não estava esperando e tive que improvisar.”

           DSC_0212.JPG

Você se sente um profissional melhor?

“Por já ter experiência na área eu me sentia muito seguro e acreditava estar preparado pra fazer um bom trabalho. Sempre gostei de me planejar muito, ter tudo organizado para trabalhar, mas lá era tudo na hora, e não dava muito tempo pra planejar. Fiz muito mais do que estava descrito no projeto, e tive que liderar em vários momentos pro projeto dar certo.”

O que você acha que teve no seu intercâmbio que não teria em outro tipo convencional de viagens?

“Foi bem diferente de qualquer outro intercâmbio. Você é testado a todo o momento, e se desenvolve muito, principalmente pessoalmente.

Se você está disposto a enfrentar coisas desafiadores, eu realmente indico esse projeto. Agora, se você quer ir pra Argentina só pra conhecer os pontos turísticos e museus, acho que é melhor só fazer uma viagem turística.”

A AIESEC disponibiliza oportunidades de liderança através de projetos sociais e profissionais com o objetivo de gerar impacto positivo na sociedade. Os requisitos básicos pra fazer parte dos projetos da AIESEC é ter entre 18 e 30 anos, ter vínculo com a universidade ou ter se formado há no máximo dois anos.

Ficou interessado em fazer parte dessa experiência e gerar um impacto positivo na sociedade argentina?

Clique nesse link e faça parte: bit.ly/FazerParte

Leia também:

5 benefícios do intercâmbio para sua carreira
Intercâmbio: Por que escolher a AIESEC?
3 cidades que marcaram uma experiência AIESECa
Categoria: AIESEC

Deixe um comentário

*



Somos a maior organização de estudantes do planeta, reconhecida pela Unesco. A AIESEC é uma rede global formada por jovens universitários e recém-graduados, que, por meio do trabalho dentro da organização e de intercâmbios profissionais, estimula a descoberta e o desenvolvimento do potencial de liderança de seus membros.