Dia a dia dos participantes do “3 visões de mundo”


Vocês já conheceram um pouco da Ana, do  Antônio e da Beatriz no post de apresentação que fizemos do 3 visões de mundo. Eles foram os escolhidos para participar do 3 visões de mundo, uma ação da AIESEC que conta  a rotina de 3 intercambistas em suas viagens pelo mundo. Hoje, saberemos mais sobre a alimentação e o transporte da Índia, México e Argentina.

Alimentação

A Ana Carla Quintero, está na Índia e contou que  a alimentação de lá é muito simples, mas que apesar disso já se apaixonou pela culinária do lugar. Lá eles comem com as mãos e raramente há talheres nas mesas, no máximo uma colher para ajudar a colocar o molho no seu potinho.

“A primeira foto é um papad, um tipo de massa de pão bem fininha e frita, com ervas, temperos e pimenta que eles comem todos os dias depois das refeições.  A segunda foto é de um dahl, um prato que é  um molho com temperos diferentes que você molha os mil tipos de pães  e come.  Esse, especificamente, é o dahl makhani, tem lentilhas e uns temperos locais bem suaves.
A última foto é do naan, um dos tipos de pães que eles tem aqui. Esse é buttered naan (com uma manteiga diferente também, não aquela amarela que temos), e você vai puxando os pedaços com a mão, faz um tipo de buquezinho com ele e molha no dahl ou em outro molho.” Ana – Índia 

O Antônio Carlos de Almeida, está no México e contou que desde que chegou lá sua alimentação se resume a Tacos. Ele nunca tinha experimentado e mesmo sendo uma comida apimentada, ele não consegue mais parar de comer.

” Desde que cheguei aqui na Cidade do México, praticamente todos os meus almoços (e alguns jantares) são de Tacos!   Existem tacos com diversos sabores, muitos deles levam pimenta, algo que não curto muito, mas consigo driblar isso comendo tacos de Bisteca   (como o da foto), que é nada mais que carne bovina. Ou então eu como de pollo( frango), que também são muito gostosos. Acredito que sentirei muita falta disso quando voltar ao Brasil.” Antônio – México

A Beatriz Malheiros, está na Argentina  e mandou uma foto do prato típico do país.

Essa é uma comida típica da Argentina, a famosa “Milanesa”.  Pode ser acompanhada por qualquer coisa, geralmente por batatas e salada.  Este prato se chama Milanesa com papas fritas y ensalada! És muy rica! Como dizem por aqui! – Bia – Argentina 

Transporte

A Bia, que está na Argentina imaginou que o meio de transporte de lá fosse bem melhor que os do Brasil, mais bonito ou pelo menos diferente. Mas, que assim como no nosso país, lá os principais meios de transporte são os ônibus e os táxis.  Ela contou que os hermanos são bastante educados e sempre entram em filas nos ônibus e cumprimentam o motorista.

Aqui os táxis são bem mais baratos e disponíveis todo o tempo! O mais interessante de tudo, é que os carros param para os pedestres passarem antes mesmo do sinal mudar de cor, os argentinos são bem educados no trânsito e aqui nem existe aulas de auto escola!  Os ônibus são como os nossos que se pagam com cartões individuais que são carregados. A passagem custa 7,50 pesos (cerca de R$ 2,83 e os cartões podem ir até 15 pesos negativos, ideal pra desatentos como eu que esquecem de recarregar o cartão). O sistema de transporte aqui é organizado e a maioria dos ônibus passam a cada 12 ou 15 minutos e com lugares confortáveis para sentar. Bia – Argentina 

A Ana, que está na Índia contou que o transporte mais popular, curioso e aquele que a mãe dela nunca entraria, porque parece que vai desmontar a cada buraco é o Tuk Tuk.

Na verdade, só os gringos o chamam de tuk tuk. Os indianos o chamam de auto, e é  um carrinho em cima de um triciclo, bem estranho, mas muito útil.  Já vi tuk tuks lotados e é que nem coração de mãe: sempre cabe mais um.  O bom do tuk tuk é que você combina o preço antes com o motorista (e dá aquela pechinchada, Indian style né) e se ele demorar pra achar sua casa, o que acontece muito com a gente, o preço não sobe!  Vou sentir falta disso quando só tiver táxi como opção no Brasil.  Ana – Índia  

O Antônio, que está no México disse que como a Cidade do México é uma cidade grande, os meios de transporte seguem um padrão convencional, lá  é possível utilizar o metrô, ônibus ou táxi.

Como a cidade é MUITO grande, o meio de transporte mais utilizado, é sem duvidas, o metrô. Além de ser barato (custa 5 pesos, aproximadamente 1 real) e ser rápido, ele abrange quase toda a cidade. Ou seja, você consegue ir de Norte a Sul da cidade apenas com  ele. Porém, ele também tem seu lado ruim, como toda cidade populosa, em alguns horários, ele está MUITO cheio, muito mesmo!!! Tem vez, que eu tento acreditar que eles queiram provar que é possível sim, 20 pessoas dividirem um m². Mas para mim, ainda continua sendo um custo beneficio excelente. Antônio – México

E aí, o que vocês acharam das comidas locais? Vocês experimentariam? E o transporte? Já conheciam o Tuk Tuk?

Continue ligado no blog e no Facebook que os 3 participantes ainda vão contar muitas histórias pra gente.

Ainda não conhece os participantes? Leia o nosso primeiro texto sobre o ” 3 visões de mundo”. 

Leia também:



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *